PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
21 de Julho de 2009 | Colunas | Categoria

Meio ambiente e sociedade

A descoberta recente de 89 contêineres de lixo espalhados em quatro portos brasileiros e que foram exportados ilegalmente da Inglaterra para o Brasil soma-se como mais um fato que reforça a necessidade de debatermos um novo modelo de sociedade, que priorize o desenvolvimento sustentável e a justiça social.
Com as sacolas plásticas vistoriadas na última sexta-feira pelo Ibama no porto de Santos, estão embalagens usadas no transporte de corrosivos, óleo queimado, tinta, cápsula de gás, muito lixo eletrônico, entre os quais, ironicamente, centenas de DVDs com um documentário sobre o rápido processo de mudança climática no planeta.
A produção sem limites e a utilização predatória dos recursos naturais estão levando o planeta a uma situação insustentável. A crise econômica mundial mostra os limites do capitalismo e da ideologia do livre mercado.
Suspeita-se que a razão para o misterioso envio de lixo da Inglaterra para o Brasil pode estar relacionada ao colapso do mercado de reciclagem britânico, já que a crise econômica afetou drasticamente a China, a maior importadora de lixo do mundo deixou de comprar do Primeiro Mundo.


Nossa região
O Grande ABC, região de expressiva concentração industrial, também apresenta uma grande demanda envolvendo diversas questões ambientais, entre elas o destino do lixo industrial.
No nosso 6º Congresso deliberamos que "Preservar o meio ambiente e combater toda forma de degradação da natureza são questões vitais para a sociedade e ultrapassam os muros da fábrica".
Não podemos mais aceitar que os donos do capital decidam livremente como utilizar os recursos naturais. É a sociedade que deve debater e controlar a utilização e a preservação do meio ambiente.
Departamento de Formação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: