PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
30 de Maio de 2012 | Colunas | Categoria

Método Paulo Freire é base para formação de formadores


Foto: Raquel Camargo / SMABC

A aplicação do método de ensino criado por Paulo Freire no sindicalismo foi o que mais entusiasmou os dirigentes que participaram do 6º Curso de Formação de Formadores, promovido pelo Departamento de Formação do Sindicato.

“Ele é fantástico porque reproduz o conhecimento através da realidade da comunidade”, explicou Paulo Márcio Nogueira, o Arrepiado, membro do CSE na ZF Sachs.

Segundo o dirigente, o método ajudará em seu trabalho sindical na fábrica. “Nesse sistema você não aprende para si, mas para o coletivo”, afirmou.    

A forma libertadora de aprendizado, que busca a interação entre o educador e o educando, também foi destacada por Sebastião Arlindo Vieira, o Tião, da Comissão de Fábrica na Volks.

“O cidadão se apodera das ferramentas para debater o conhecimento. Isso ajuda no meio sindical e na vida como um todo”, destacou.

Para Marlene Custódio, do Comitê na Mahle, o método Paulo Freire mostra que todo trabalhador pode ser um dirigente e todo dirigente é um educador. “O diálogo é fundamental. Afinal, ninguém constrói nada sozinho”, concluiu. 


Paulo Freire. Foto: Reprodução

Quem foi Paulo Freire?
Nascido no Recife em 1921, Paulo Freire foi um dos mais notáveis educadores contemporâneos pela influência que exerceu no movimento conhecido por pedagogia crítica.

Neste método, a educação popular é voltada para a escolarização e para a formação da consciência política por meio do diálogo com as pessoas simples não só como método, mas como um modo de ser realmente democrático.

Da Redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: