PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
28 de Maio de 2009 | Notícias | Saúde

Saúde, Educação e Celular

É inegável o avanço tecnológico e os impactos positivos e negativos que ele representa para a saúde das pessoas. Entre esses avanços, o de maior alcance popular é a comunicação pessoal através da telefonia celular digital, seja ela por antenas terrestres, as chamadas
estações rádio-base, seja por antenas em satélites.
Muito se tem discutido sobre a influência das radiofrequências sobre a saúde.
A ciência ainda não tem claramente uma posição, ficando a discussão, por enquanto, no campo dos enormes interesses financeiros que a telefonia celular desperta no mundo todo.
Mas, já é possível detectar alguns problemas práticos decorrentes do uso do telefone celular.
Em uma sociedade de vida acelerada pelo trabalho, estudo, trânsito e pela competição aguerrida pelo pão de cada dia, o celular que em princípio deveria ajudar, acaba sendo mais um dos agentes causadores de estresse. Quem já não se sentiu incomodado ao ser interrompido
durante uma refeição, uma reunião de negócios, uma aula, um filme na TV, ou mesmo numa hora de namoro?
Cada vez é mais comum observarmos pessoas comendo e falando ao celular ao mesmo tempo, como se estivessem diante de assuntos que não pudessem ser protelados por alguns minutos. Isso, sem dúvida alguma, tem um custo muito alto para a saúde.
Mas, se por um lado, a saúde pode ser encarada, erradamente, como uma opção individual de cada um, a falta de educação é um problema social, que incomoda desagrada e gera estresse para todos.
Pessoas ligam sem nenhuma cerimônia para falar de coisas muitas vezes impróprias, em horários impróprios e sequer tem a educação de perguntarem se o outro pode atender e falar naquele momento. Se você responde que está ocupado é comum quem está chamando pedir desculpas e continuar falando assim mesmo.
A outra questão absurda é a ligação não identificada, o famoso "privado".
Da mesma forma que não conversamos com uma pessoa mascarada e que não conhecemos, e assim como não gostamos de ser abordado por alguém que não se identifica, também não devemos atender esse tipo de ligação no nosso celular.
Afinal, ele é pessoal, você tem o direito de atendê-lo ou não e, principalmente, se você não sabe quem está ligando. Afinal, quem esconde sua identidade é bandido ou espião e o 007 caiu de moda faz tempo.

Departamento de Saúde do Trabalhador e Meio Ambiente

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: