PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
12 de Maio de 2010 | Notícias | Saúde

Contratação de pessoas com deficiência diminui no Brasil

Para driblar a lei empresas tem recontratado acidentados de trabalho para preencher vagas de pessoas com deficiência

O número de contratações de pessoas com deficiência no Brasil caiu 7% entre 2007 e 2008, segundo dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

As empresas alegam que a queda ocorreu por falta destes profissionais no mercado de trabalho. Mas para o Ministério do Trabalho, os patrões tem preferido tipos específicos de pessoas deficiência. Como a física, que preenche quase 50% das vagas.

Além disso, muitas empresas aproveitam uma brecha na lei que define o número de pessoas com deficiência a serem contratadas, denuncia o coordenador da Comissão de Pessoas com Deficiência do Sindicato, Sérgio Pereira, do CSE na Federal Mogul. "Elas recontratam como deficientes trabalhadores que na verdade se acidentaram em serviço", afirma.

"O Sindicato e a Delegacia Regional do Trabalho têm pressionado as empresas para evitar que isso ocorra", prossegue o dirigente. "A Lei de Cotas foi feita para criar vagas para pessoas com deficiência e as empresas não estão cumprindo isso", conclui.

Adaptação
 No caso das pessoas com deficiência intelectual, por exemplo, o preconceito e a falta de informação remetem o problema à loucura, o que acaba inibindo contratações.

Além disso, muito trabalhadores acabam perdendo seus empregos já que algumas empresas se adequaram à lei mas não investiram em políticas de retenção e educação continuada para melhor adaptação das pessoas com deficiência.
00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: