PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
14 de Dezembro de 2010 | Notícias | Saúde

Trabalhadores da saúde protestam nesta 4ª contra oferta de leitos do SUS a planos de saúde em SP

Sindicatos da área da saúde, em conjunto com os Conselhos Municipal e Estadual de Saúde, promovem nesta quarta-feira (15) protesto em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo. O alvo da manifestação é o Projeto de Lei complementar (PLC) 45/2010, que prevê a oferta de 25% dos leitos e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) a planos de saúde e pacientes particulares em todo estado.

De autoria do governador de São Paulo Alberto Goldman (PSDB), o PLC é alvo de críticas de médicos, sindicalistas, parlamentares de oposição e inclusive de deputados da bancada tucana. A principal crítica é de que se trata de uma forma de venda de leitos de hospitais públicos de referência a empresas privadas.

De acordo com os sindicatos de categorias como médicos, psicólogos, enfermeiros e demais profissionais da saúde, o PLC vai reduzir o atendimento aos usuários do SUS e reservar vagas para quem tem condições de pagar. "Não são vagas novas, criadas. Fatalmente vão reduzir as vagas para quem depende do SUS", explica Helcio Marcelino, diretor do SindSaúde-SP.

Para o dirigente sindical, o projeto também vai criar cidadãos de "primeira" e de "segunda classe". "Quem pode pagar vai ter atendimento com rapidez e qualidade. Quem não pode vai ficar na fila", vaticina Marcelino. Os representantes de entidades da saúde pedem o veto ao projeto de lei.

O protesto está marcado para 16h30, na Assembleia Legislativa de São Paulo, na avenida Pedro Álvares Cabral, 201.

Da Rede Brasil Atual

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: