PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
1 de Abril de 2011 | Notícias | Saúde

Conscientização para vencer o preconceito do autismo


Thais e Cabelo. Foto: Rossana Lana / SMABC

Amanhã, dia 2 de abril, é o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Cerca de 2 milhões de brasileiros são portadores de autismo, muitos ainda sem diagnóstico.

O autismo é um distúrbio de origem genética que pode ser identificado no início da vida de uma criança, quando se percebe que o desenvolvimento dela é diferente do esperado. A doença vai lhe afetar pelo resto da vida, mudando a comunicação, a interação social e o comportamento.

Sebastião Ismael de Sousa, o Cabelo, do Comitê Sindical na Mercedes-Benz, tem uma filha de 17 anos que possui o distúrbio. Quando Thais nasceu, não aparentou sintomas até os três anos de idade, até que ela parou de falar e preocupou a família.

“Eu e minha esposa a levamos ao médico e aí o autismo foi identificado”, conta Cabelo. “No começo, eu via que as pessoas olhavam para ela com preconceito e isso me incomodava. Mas com o tempo esqueci isso, percebi que as pessoas desconhecem essa situação e por isso agem assim”.

A vida de Cabelo e sua companheira mudou para cuidar da filha. Antes, fumava vários maços de cigarro por dia. “Pensei, tenho que parar com isso, pois tinha de cuidar da Thais pela vida toda”.

O autismo não tem cura e precisa de tratamento para o resto da vida, além de toda atenção e carinho da família.

“Quando você tem um filho com autismo, o amor por ele dobra. A gente rompe barreiras, deixamos os nossos preconceitos bobos de lado. Mais do que nunca ele precisa da gente”, completa Cabelo.

Da Redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: