PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
13 de Setembro de 2011 | Notícias | Categoria | Formação Sindical

Trabalho e Cidadania inicia nova etapa


Turma formada nesta terça (13). Fotos: Raquel Camargo / SMABC

Saúde, condições de trabalho e meio ambiente serão os focos de debates da segunda unidade do programa Trabalho e Cidadania, inaugurada nesta terça-feira (13) e que entra em execução a partir de outubro próximo.

O público alvo é o pessoal que já passou pela primeira etapa do curso, que aborda a história do Sindicato, a organização da categoria e as convenções coletivas.

Segundo Walter Souza, do CSE na Mercedes e coordenador do programa, o objetivo é discutir a relação entre trabalho, saúde e adoecimento das pessoas e como a negociação e as cláusulas das convenções coletivas podem interferir no adoecimento e condições de trabalho.

“Adotamos este tema a partir das sugestões apresentadas pelos próprios trabalhadores”, explicou.

A nova unidade manterá a estrutura da anterior, levando os metalúrgicos ao Sindicato um dia por ano, para lhes apresentar a dinâmica da atividade sindical.

Alex Sgreccia, coordenador do Departamento de Formação do Sindicato, acredita que a inclusão de novos temas na grade mostra uma evolução. “Tudo que é relacionado ao universo da negociação coletiva será abordado pelo programa”, adiantou Sgreccia. 

Uma nova visão do Sindicato
Bruna Levitzchi Natal, montadora na linha de caminhões pesados na Mercedes-Benz, reivindicou participar do encontro de ontem pela boa impressão que passou a ter do Sindicato depois participar da unidade do anterior. Ela esteve na primeira turma do Trabalho e Cidadania, há um ano.


Bruna

“Fiz questão de ser a primeira também nesta turma. Acho bacana os novos assuntos. Sem eles a gente não trabalha e não vive”, afirmou.

O eletricista de manutenção na Ford, Cássio Luiz Santos, considera positiva a nova abordagem, mas lamenta que a unidade não aprofundou o debate da responsabilidade da empresa sobre as condições de trabalho.


Cássio

“A gente vê a luta que a Comissão de Fábrica faz para a instalação de um equipamento mais ergonômico, mas as mudanças ocorrem muito lentamente”, observou.

Da Redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: