PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
9 de Maio de 2013 | Notícias | Mídia

Iniciativa popular de lei quer mais democracia na mídia

Abaixo assinado está correndo o Brasil para construção de uma nova lei que democratize a mídia. Fábricas na base já recebem assinatura dos trabalhadores

Um abaixo assinado circula em todo o País colhendo adesões para a construção de um projeto de lei de iniciativa popular que democratize o setor de comunicações no País.

A ação faz parte do movimento “Para Expressar a Liberdade”, que pretende acabar com o monopólio da mídia brasileira, presa a meia dúzia de famílias da elite, que dominam a opinião pública nacional há décadas, indo contra os interesses populares.

O Sindicato apoia a proposta e já espalhou cópias do abaixo-assinado nos CSEs da base para que os Metalúrgicos do ABC também participem do projeto.

O pontapé inicial da campanha na região aconteceu durante as comemorações do 1º de Maio no Paço de São Bernardo, quando mil assinaturas foram colhidas.

“Os trabalhadores de todo o País têm uma oportunidade agora de botar pressão no Congresso Nacional para que os deputados e senadores finalmente democratizem a mídia nacional e deem voz aos veículos populares”, afirmou Valter Sanches, diretor de Comunicação do Sindicato.

Projeto popular
Para ser apresentado no Congresso, um projeto de iniciativa popular precisa recolher assinaturas equivalentes a 1% do eleitorado nacional distribuídos em pelo menos cinco Estados. A lei da Ficha Limpa, por exemplo, necessitou 1,3 milhão de assinaturas. 

Conseguidas as adesões, o projeto é apresentado à Câmara dos Deputados, onde segue os trâmites habituais para a votação de matérias. Se aprovado vai ao Senado para o mesmo ritual. Caso seja aprovado novamente, vai para a presidenta Dilma para sanção ou não.

“Desta forma foi criada a lei da Ficha Limpa, que torna políticos inelegíveis por oito anos se tiverem mandatos cassados, renunciarem ou forem condenados na Justiça”, lembrou Sanches.

CUT leva campanha para todo o País
A CUT, suas federações e sindicatos espalhados pelo Brasil também se movimentam para a população participar do movimento “Para Expressar a Liberdade”.

“Essa luta não é só nossa, mas é um desejo da população, que cansou de não ser representada na TV, no rádio e nos jornais”, disse Sanches.

Participe online
Na internet é possível baixar os documentos para impressão e coleta das assinaturas. O site da campanha também disponibiliza material para divulgação das notícias e ações nas redes sociais e nos veículos parceiros, entre eles a TVT e a Rede Brasil Atual, ambas ligadas aos Metalúrgicos do ABC.

Saiba mais no site www.paraexpressaraliberdade.org.br e na página do Sindicato no Facebook www.facebook.com/smabc

Da Redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: