PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
30 de Agosto de 2013 | Notícias | Memória

"A CUT é a guardiã da democracia", diz Lula

O ex-presidente Lula prestigiou a festa de aniversário dos 30 anos da CUT, no Pavilhão Vera Cruz

Durante evento de comemoração dos 30 anos da Central Única dos Trabalhadores, a CUT, na última quarta, no Pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que a Central sempre lutou contra o regime autoritário e as tentativas de golpes ao longo da história. “A CUT não só ajudou a construir como continua a ser uma guardiã da democracia no Brasil”, disse.

Um dos exemplos que citou foi a defesa realizada por meio de um artigo de jornal intitulado “Mexeu com Lula, mexeu comigo”, do ex-presidente do Sindicato e vice-presidente da CUT em 2005, José Lopez Feijóo, contra a tentativa de desestabilizar o governo federal.

Presidente bom

Lula ressaltou também a contribuição da Central para o sucesso de seu governo.

“A CUT adquiriu não apenas a capacidade de ser contestadora, mas também a capacidade de ao mesmo tempo ajudar a criar, a propor e assim fazer com que as coisas aconteçam neste País”, disse.

Ele acrescentou que foi com prazer que viu a CUT não abdicar de reivindicar, contestar e negociar, mesmo apoiando o seu governo.
“Eu talvez não tivesse sido um presidente tão bom como vocês dizem, se não fosse a CUT contestando o que fazíamos no governo”, destacou.

Dilma e os trabalhadores


O ex-presidente fez questão de enfatizar o compromisso da presidenta Dilma com a classe trabalhadora.

“Ela tem lado, assim como a CUT”, ressaltou. “A presidenta Dilma lutou pela democracia neste País e por isso tem esse compromisso”, concluiu Lula.

Meneguelli recebe título de presidente de honra da Central

No aniversário de fun­dação da Central, no Pavi­lhão Vera Cruz, o primeiro presidente da CUT e ex-presidente do Sindicato, Jair Meneguelli, recebeu o título de presidente de honra da entidade das mãos do atual presidente, Vagner Freitas.

“Conversamos com todos os dirigentes e con­cluímos que o presidente que mais representa nossa história é o Meneguelli”, afirmou Vagner Freitas.

Pacto

A ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosá­rio, assinou um pacto com a Central para apuração de violação dos direitos huma­nos no local de trabalho.

“Precisamos assegurar, aos brasileiros e brasileiras, direitos humanos plenos, em toda a sua extensão, inclusive no mundo do trabalho”, disse a ministra.


Da Redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: