PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
4 de Dezembro de 2013 | Notícias | Mídia

Antena da Paulista é mais uma conquista da TVT

Depois de quase 30 anos de luta pelo di­reito a uma concessão de TV, os trabalhado­res podem comemorar mais um passo rumo à democratização dos meios de comunicação.

Na semana passa­da, a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, autorizou a instalação de um canal gerador da TVT que po­derá atingir um público de 20 milhões de teles­pectadores na região metropolitana de São Paulo, o que dará, final­mente, a oportunidade aos metalúrgicos do ABC assistirem à TV em canal aberto, o canal 44.

“Com isso, a TVT passará a ser gerada em São Caetano com posição de antena des­locada para a Avenida Paulista”, explicou o di­retor de Comunicação do Sindicato e respon­sável pela TVT, Valter Sanches (foto).

A antena será im­plantada em uma torre da TV Aparecida, locali­zada no Edifício Asahi, na capital paulista.

“O local está reser­vado há um ano, por garantia, já que esse espaço nobre é bastan­te disputado”, afirmou.

Democratização das comunicações

Segundo Sanches, a TVT precisa agora apre­sentar um projeto técni­co de instalação, que já está sendo finalizado, e aguardar que o projeto seja aprovado pela Ana­tel e pelo Ministério das Comunicações.

“Depois disto, le­vará cerca de 90 a 120 dias para que os com­panheiros, mesmo os que não têm TV a cabo ou internet, possam assistir a TVT, como fa­zem em qualquer outro canal”, garantiu.

Quando a antena da Paulista estiver ope­rando, a geradora de Mogi das Cruzes será convertida em retrans­missora da TVT.

“É uma conquis­ta representativa para nós, mas é uma gota no oceano da demo­cratização das comu­nicações no Brasil”, concluiu Sanches.

Relembre a trajetória da TVT

A TVT é uma emissora educativa, sem fins lucrativos, criada e mantida pelo Sindicato. En­trou no ar em 23 de agosto de 2010 pelo canal 46 UHF de Mogi das Cruzes e produz uma hora e meia de programas próprios, como o Seu Jornal e programas de serviço, debate, memória, entre­vistas, entre outros. Também exibe produções da TV Brasil, TV Câmara e TV Senado. Desde 1º de maio de 2013 exibe sua programação também na TV por assinatura, pelo canal 13 da NET Grande São Paulo.

Em setembro de 1987 o Sindicato fez seu primeiro pedido de concessão de canais de rádio e televisão para os trabalhadores. Desde então, os Metalúrgicos do ABC participaram de quatro concorrências de concessão de radio­difusão e foram preteridos em todas, mesmo cumprindo todos os requisitos exigidos por lei.

Em 1992, houve mais uma negativa ao pedi­do de concessão, à época já em nome da Funda­ção Sociedade Comunicação, Cultura e Trabalho.

Sai a concessão

Em abril de 2005, finalmente a Fundação recebeu a concessão do canal educativo 46, com sede no município de Mogi das Cruzes (Grande São Paulo), e aprovação do Congresso Nacional.

Na ocasião, o presidente Lula assinou o decreto da concessão na abertura do 16º Con­gresso Continental da Ciosl-Orit (Confederação Internacional das Organizações Sindicais Livres - Organização Regional Interamericana de Trabalhadores), que reuniu representantes das principais centrais sindicais de 29 países das Américas.

Da Redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: