PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
13 de Março de 2014 | Notícias | Saúde

Saúde e Segurança no Trabalho também estão em debate nas eleições do Sindicato, afirma Amarildo

De acordo com os dados do último Anuário Estatístico de Acidentes do Trabalho, realizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS, cerca de 700 mil trabalhadores foram vítimas de acidentes de trabalho em2012 no Brasil. Desses, quase três mil faleceram. Dos acidentados, ficaram permanentemente incapacitados para o trabalho 14.755 trabalhadores. Foram 541.286 acidentes com Comunicados de Acidente de Trabalho – CAT emitidos e 163.953 sem emissão de CAT. Estes dados podem não ser um espelho da realidade, pois muitos acidentes não são considerados para fins de estatísticas, porque estão registrados de forma genérica, por exemplo, como acidentes de trânsito. “Isso significa que, de acordo com números oficiais, mais de 30 mil trabalhadores perderam a vida em acidentes de trabalho nos últimos dez anos”, afirmou Amarildo Sesário de Araújo, coordenador da Comissão de Saúde do Sindicato.

Vítimas

Apenas para comparar, a quantidade de soldados norte-americanos mortos durante a Guerra do Vietnã – o maior conflito bélico registrado no mundo após a Segunda Guerra Mundial não chegou a 40 mil. “Em outras palavras, os trabalhadores brasileiros vivem em seu dia-a-dia uma guerra não declarada onde nó somos as vítimas”, destacou Amarildo. “Por isso, Saúde e Segurança é um tema dentro do eixo Trabalho, uma das diretrizes estabelecidas pelo Sindicato para nortear suas ações – os demais são Cidadania, Comunicação e Educação”, prosseguiu.

“Lutar pelo fim das péssimas condições de trabalho a que estão submetidos os trabalhadores brasileiros também é um dos principais objetivos do Sindicato”, concluiu Amarildo.

Da Redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: