PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
19 de Maio de 2014 | Notícias | Saúde

Campanha de vacinação contra gripe prossegue em UBSs de São Bernardo

Imunização vai prosseguir até que a cidade atinja a meta estipulada pelo Ministério da Saúde, de vacinar 80% do público-alvo

A vacinação contra gripe continua em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de São Bernardo do Campo. No último dia 9, o Ministério da Saúde prorrogou a campanha até que os municípios atinjam a meta de 80% de imunização do público-alvo. No município, o grupo de mulheres puérperas (que deram à luz recentemente) já ultrapassou a meta. A vacina também previne contra o Influenza A (H1N1), mais conhecido como vírus da gripe suína.

De acordo com o último balanço da Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Saúde, até o dia 14 de maio tinham sido imunizadas 106.846 pessoas, de um total estimado de 155.040 que devem receber a dose. No grupo das puérperas, o universo é de cerca de 1.355, das quais 1.231 (90,8%) foram vacinadas.

Entre as crianças de seis meses a 2 anos incompletos, o universo estimado é de 16.491 crianças, das quais 10.471 (63,5%) foram imunizadas. No grupo de risco de 2 anos a 5 anos incompletos, o total estimado é de 29.033 crianças, tendo sido imunizadas 17.455 (60,1%). O número estimado de gestantes é de 8.246, sendo que 4.131 (50,1%) foram vacinadas.

A estimativa da Prefeitura é de que existam na cidade 78.881 pessoas com mais de 60 anos, das quais 57.546 já se vacinaram (73% de cobertura). Quanto aos doentes crônicos, não há meta estipulada nem universo estimado, mas até o dia 14 de maio, 10.690 pessoas nessa situação haviam participado da campanha.

Duas doses - A maioria da população precisa de apenas uma dose da vacina para se proteger da doença. A exceção fica por conta das crianças, que necessitam de duas doses para serem imunizadas: a primeira é aplicada durante a própria campanha e a segunda, após 30 dias da primeira vacina. Os imunizados ficam protegidos contra a gripe 15 dias após a aplicação, e mesmo quem participou da campanha em anos anteriores deve retornar aos postos de vacinação.

De acordo com a Divisão de Vigilância Epidemiológica de São Bernardo, a vacina diminui o risco de outras doenças que podem aparecer junto com a gripe, como a pneumonia. A imunização raramente provoca reações, mas algumas pessoas podem apresentar sintomas leves, como febre, dor no corpo, além de vermelhidão e inchaço no local da aplicação. Já quem apresentou algum tipo de reação alérgica ao tomar a vacina em anos anteriores, além de pessoas que possuem restrições a ovo de galinha e seus derivados, deve evitar receber a dose preventiva.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Esta definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da Influenza.

A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza, que é transmitido por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminados pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar, e também por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com a boca, olhos e nariz. A doença provoca febre, dores no corpo e mal estar. Quem perceber esses sintomas deve procurar a UBS mais próxima de sua residência.

Da Prefeitura de São Bernardo do Campo

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: