PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
24 de Julho de 2014 | Notícias | Geral

Lei de cotas para pessoas com deficiência completa 23 anos

A capital paulista foi tomada, nesta quinta-feira (24), foi tomada por diversas atividades que marcam os 23 anos da Lei de Cotas, que promove a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho em todo o Brasil. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a Lei de Cotas exige que as empresas com mais de 100 funcionários destinem porcentagem de vagas para pessoas com deficiência. O desrespeito à lei gera multas que variam de R$ 1.812,87 a R$ 181.248,63.  

O evento, que ocorreu durante do a manhã desta quinta-feira, foi organizado pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo, em parceria com organizações não governamentais, entidades e centrais sindicais.

Entre as atividades previstas, estão uma sessão solene no auditório da Biblioteca Mário de Andrade, no centro da cidade, debates, apresentações culturais, caminhada pelas ruas do centro até o Teatro Municipal e soltura de balões ecológicos.

Impactos

A partir de indicadores de pesquisa, o MTE destaca que 330,3 mil pessoas com deficiência estão formalmente empregadas no Brasil. O número de deficientes que exercem algum tipo de atividade, porém, é superior, chega a 20,2 milhões. No total, o país tem 45,6 milhões de pessoas com deficiência.

Em entrevista à imprensa, Marcelo Vitoriano, gerente de parcerias institucionais e inclusão da Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência, a inclusão de deficientes no mercado de trabalho ainda é tímida. “Se pensar nas empresas, se elas contratassem, abririam mais de 1 milhão de vagas [para deficientes]",disse”. “O preconceito e o desconhecimento dificultam abertura de vagas”, acrescentou.

Com informações da Agência Brasil

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: