PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
30 de Julho de 2014 | Notícias | Geral

"Somos soldados vencedores das causas quase impossíveis", diz Lula

Lula durante a 14ª Plenária Nacional da CUT

O ex-presidente Lula abriu a 14ª Plenária Nacional da CUT na noite de segunda, em Guarulhos, convocando os mais de 600 presentes a se empenhar em dois temas que apontou como prioridade para 2014. As eleições e o ple­biscito popular pela reforma política.

“Somos soldados ven­cedores das causas quase impossíveis”, disse. “O que está em jogo nas próximas eleições é decidir se vamos subir mais um degrau ou descer outros”, alertou.

Mostrando sua disposição em contribuir, Lula propôs que a direção da CUT realize plenárias sindicais em todos os Estados do País com sua participação. “Não há com­promisso maior para nós até o dia 5 de outubro que as eleições”, afirmou.

Ao falar da campanha do plebiscito popular pela reforma política, o ex-presi­dente lembrou que será uma oportunidade para atualizar a agenda política brasileira.

“Temos que mostrar a história especialmente aos jovens. Não foi fácil fazer uma coisa plural como a CUT, mas se não tivéssemos feito, não estaríamos aqui, na central mais importante da América Latina e, quem sabe, do mun­do”, destacou.

Vagner Freitas, presiden­te da CUT, falou antes de Lula e chamou atenção para a importância do voto. “O conjunto do Congresso não representa o povo. Parte importante dos deputados e senadores está dominada pelo poder econômico. Se isso não mudar, vamos conti­nuar sempre tendo de correr até Brasília para brigar com eles e impedir que aprovem medidas contrárias aos di­reitos dos trabalhadores”, disse, citando o projeto que libera as terceirizações como exemplo.

Da Redação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: