PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
26 de Março de 2015 | Notícias | Empresas

Organização e resistência garantem estabilidade até 2017 na Ford

Metalúrgicos na Ford conquistam acordo de estabilidade, ajuste salarial, PLR e debate de novos produtos para a planta no ABC

Os trabalhadores na Ford, em São Bernardo, aprovaram ontem em assembleia na fábrica, o acordo negociado pelo Sindicato, que garante estabilidade de emprego até 2017.

A proposta também estabelece a criação de mesa de negociação permanente para discutir a viabilidade de novos produtos e com isso garantir o fortalecimento da planta na cidade.

Além da garantia de emprego e da negociação de novos produtos, o acordo estabelece índices de rea­juste salarial para dois anos e PLR (Participação nos Lucros e Resultados) para três anos.

Para o presidente do Sindicato, Rafael Marques, o momento do setor automotivo no Brasil, que atra­vessa dificuldades com baixa produção, ameaça os empregos.

“É uma vitória importante porque nos ajuda a atravessar este ano e o próximo, em que o mercado se encontra instável, conquistando garantias aos companheiros”, ressaltou.

“Acordos de longo prazo como este, favorecem a economia e são exemplos a serem seguidos por empresas e governos”, defendeu o presidente.

“Não é possível fazer previsões ou planejar o futuro se as regras são alteradas a todo momento, como é o caso do Finame”, criticou.

“Mais uma vez, provamos que é possível encon­trar saídas para momentos de crise”, disse.

As negociações do Sindicato com a Ford come­çaram em novembro do ano passado e só foram concluídas nesta semana.

“Foram mais de 30 reuniões para chegar a este acordo e inúmeras conversas com todas as áreas”, contou o coordenador geral do Sistema Único de Representação, o SUR, e do CSE, José Quixabeira de Anchieta, o Paraíba.

“A mobilização no chão de fábrica foi fundamen­tal para avançarmos na proposta e concluirmos esse processo”, completou o coordenador.

Segundo o diretor executivo do Sindicato, Ale­xandre Colombo, o debate com os trabalhadores feito pelos representantes do SUR e do CSE foi de­terminante para o entendimento da proposta.

“Com o acordo os metalúrgicos na Ford têm mais segurança para planejar a sua vida. Todos reconhe­ceram essa conquista”, destacou o diretor.

“Por isso tivemos essa aprovação em massa durante a assembleia. Estão todos de parabéns”, comemorou Colombo.

Da Redação 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: