PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
22 de Maio de 2015 | Notícias | Categoria

Seminário reúne intelectuais internacionais e Lula para debater futuro das cidades

Seminário reúne intelectuais internacionais e Lula para debater futuro das cidades
David Harvey, Stephen Graham, Fernando Haddad, André Singer e Maria Rita Kehl discutirão alternativas para a urbanização e para a atuação política nas cidades
Pelo menos 40 debatedores internacionais estarão reunidos com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, no Seminário Internacional Cidades Rebeldes, que será realizado entre 9 e 12 de junho, no Sesc Pinheiros, em uma parceria com a Boitempo Editorial, que em 2015 completa 20 anos. O evento procura debater o presente e o futuro das cidades, alternativas para estimular maior qualidade de vida urbana e esses locais como espaço político para a luta social. Em 2050, pelo menos 75% da população mundial viverá nas cidades. “No entanto, o boom de urbanização não tem se traduzido em maior qualidade de vida para a população; pelo contrário, a vida nas cidades está cada vez mais difícil”, afirmam os organizadores.
O seminário terá duas etapas simultâneas. A primeira conta com nomes como Marcio Pochmann e Ermínia Maricato, que darão um curso de introdução à obra do geógrafo britânico David Harvey, professor emérito da City University of New York (Cuny), especialista em geografia urbana e uma das maiores referências mundiais na análise crítica dos processos urbanos da modernidade.
A lista de convidados internacionais conta também com Stephen Graham, professor de Cidades e Sociedades na Escola de Arquitetura da Universidade de Newcastle, na Inglaterra; Domenico Losurdo, professor de História da Filosofia na Universidade de Urbino, na Itália, autor de A luta de classes: uma história política e filosófica; e Moishe Postone, canadense, professor de História na Universidade de Chicago e autor de Tempo, trabalho e dominação social: uma reinterpretação da teoria crítica de Marx.
A representação brasileira reúne, entre outros nomes, o filósofo Vladimir Safatle, o jornalista e cientista político André Singer, os arquitetos e urbanistas Raquel Rolnik e Guilherme Wisnik, o membro da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), Guilherme Boulos, os psicanalistas Christian Dunker e Maria Rita Kehl, o jornalista Juca Kfouri e o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ).
A programação completa está disponível aqui.
Da Rede Brasil Atual

Pelo menos 40 debatedores internacionais estarão reunidos com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, no Seminário Internacional Cidades Rebeldes, que será realizado entre 9 e 12 de junho, no Sesc Pinheiros, em uma parceria com a Boitempo Editorial, que em 2015 completa 20 anos.

O evento procura debater o presente e o futuro das cidades, alternativas para estimular maior qualidade de vida urbana e esses locais como espaço político para a luta social. Em 2050, pelo menos 75% da população mundial viverá nas cidades. “No entanto, o boom de urbanização não tem se traduzido em maior qualidade de vida para a população; pelo contrário, a vida nas cidades está cada vez mais difícil”, afirmam os organizadores.

O seminário terá duas etapas simultâneas. A primeira conta com nomes como Marcio Pochmann e Ermínia Maricato, que darão um curso de introdução à obra do geógrafo britânico David Harvey, professor emérito da City University of New York (Cuny), especialista em geografia urbana e uma das maiores referências mundiais na análise crítica dos processos urbanos da modernidade.

A lista de convidados internacionais conta também com Stephen Graham, professor de Cidades e Sociedades na Escola de Arquitetura da Universidade de Newcastle, na Inglaterra; Domenico Losurdo, professor de História da Filosofia na Universidade de Urbino, na Itália, autor de A luta de classes: uma história política e filosófica; e Moishe Postone, canadense, professor de História na Universidade de Chicago e autor de Tempo, trabalho e dominação social: uma reinterpretação da teoria crítica de Marx.

A representação brasileira reúne, entre outros nomes, o filósofo Vladimir Safatle, o jornalista e cientista político André Singer, os arquitetos e urbanistas Raquel Rolnik e Guilherme Wisnik, o membro da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), Guilherme Boulos, os psicanalistas Christian Dunker e Maria Rita Kehl, o jornalista Juca Kfouri e o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ).

A programação completa está disponível aqui.

Da Rede Brasil Atual

 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: