PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
23 de Julho de 2015 | Notícias

Sindicato garante desterceirização na Ford

Foto: Adonis Guerra

Em negociação dos representantes do SUR e CSE com a Ford, o setor de lo­gística na fábrica foi desterceirizado. Com este acordo, cerca de 500 trabalhado­res foram realocados ou contratados. Entre eles, companheiros que retornaram do layoff (suspensão temporária do contrato de trabalho), trabalhadores considerados excedentes internos pela fábrica e que es­tavam em empresas terceirizadas.

“Enquanto setores conservadores da sociedade defendem os interesses dos em­presários com o Projeto de Lei 4330, que é a precarização do trabalho, o Sindicato e seus representantes trabalham em uma frente contrária à terceirização”, afirmou o diretor executivo Alexandre Colombo.

A desterceirização do setor faz parte do acordo de estabilidade de emprego até 2017 aprovado pelos trabalhadores em março deste ano.

“Essa conquista garante melhores con­dições de trabalho, salários e qualidade no emprego aos trabalhadores”, destacou Colombo.

O coordenador geral do SUR e CSE, José Quixabeira de Anchieta, o Paraíba, destacou que a medida foi fundamental para evitar o que vem acontecendo no setor. “A negocia­ção foi extremamente importante e possi­bilitou a empresa contratar em momentos de dificuldades e evitar a precarização do trabalho”, disse. “Com o acordo, consegui­mos manter os empregos e trazer mais traba­lhadores para a fábrica”, prosseguiu Paraíba.

O acordo deste ano também criou uma mesa de negociação permanente para dis­cutir a viabilidade de novos produtos e o fortalecimento da planta de São Bernardo.

“Continuaremos discutindo alternativas para trazer todos os trabalhadores de volta”, concluiu Colombo.

 

Trabalhadores na Ford

“Fiquei em banco de horas por três meses e mais dois meses em layoff. Quando fui chamado de volta, fiquei surpreso. Trabalhava na produção e agora estou na logís­tica. A cabeça estava a mil porque não sabia se ia voltar para a fábrica. Trabalho há 22 anos na Ford, tenho dois filhos e agora é só alegria. A nego­ciação do Sindicato foi muito importante. É muito bom trabalhar.”

Pedro Godoy, retornou do layoff e agora está na logística.

 

“Trabalho há oito anos na produção e agora estou na logís­tica. É uma oportunidade nova e os trabalhadores se ajudam muito. Estava preocupada porque o cenário nas montadoras está difícil, mas o Sindicato conquistou essa ação para evitar demis­sões. Agora é tudo novo e novos caminhos se abrem para a gente.”

Ligia Ribeiro Paiva, trabalhava na produ­ção e agora está na logística.

 

“Eu era terceirizada há quase três anos e agora sou trabalhadora na Ford. Quero aprender mais e estou planejando estudar logísti­ca para aprimorar o meu trabalho. É uma felicidade sem explicação e vou buscar fazer o meu melhor. A ne­gociação foi algo que não esperava. Fiquei apreensiva nessa crise e com medo de ficar desempregada. Daí o Sindicato veio com garra e luta para defender os empregos.”

Mariana Carvalho, era terceirizada e foi contratada na Ford.

 

“Trabalhava há quase três anos na em­presa terceiri­zada de logística e virar trabalhador na Ford é a realização de um sonho. Os benefícios da PLR e o plano de saúde nem se comparam ao que eu tinha antes. O respeito e a força da representação dos trabalhadores é muito forte aqui. A expectativa de vestir a nova camisa foi grande e vou dar o meu melhor.”

José Alípio Santos, era terceirizado e foi contratado na Ford.

 

Tenho 27 anos de fábrica, a produção caiu e come­çaram a sobrar postos de trabalho. A preocupação começou a aparecer nas áreas. Manter o emprego nesse período em que as empresas estão demitindo é uma grande conquista do Sindicato. Fui chamado para mudar da funilaria para a logística. Faltam dois anos para me aposentar. Se eu saísse agora, ficaria difícil conseguir outro emprego.”

Osório Minas, o Buiú, trabalhava na funilaria e agora está na logística.

 

Da Redação. 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: