PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
27 de Agosto de 2015 | Notícias | Agenda

Memorial da Democracia será lançado hoje, 18h30, com a presença de Lula

Projeto de site multimídia com evento no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC será instrumento para manter viva a memória das lutas políticas e sociais por direitos no País

HISTÓRIA
Memorial da Democracia será lançado dia 1º com a presença de Lula
Projeto de site multimídia com evento no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC será instrumento para manter viva a memória das lutas políticas e sociais por direitos no País
O Instituto Lula lança na próxima terça-feira (1º) o Memorial da Democracia – um site multimídia que organiza e apresenta informações históricas sobre as lutas das conquistas sociais e direitos no país. O evento será realizado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
“A nossa democracia ainda é uma criança. Nós temos de ver o risco que a democracia corre sempre, permanentemente em todo lugar”, afirma Clara Ant, diretora do instituto. Ela defende que é preciso abraçar a democracia “como vital, como algo que realmente deve pautar a vida em sociedade, algo que deve realmente ser um norte que ninguém pode abandonar. Isso é, inclusive, o que garante vitalidade dentro da sociedade”, diz.
Na primeira fase, o visitante encontrará no site dois módulos, que se referem aos períodos mais recentes da luta política e social no país: o período da ditadura civil-militar – “1964-1985: 21 anos de resistência e luta” – e a redemocratização – “1985-2002: construindo a democracia”. Outros períodos serão abordados paulatinamente com o desenvolvimento do site.
A diretora do instituto considera que o trabalho será importante fonte de informação para pessoas de diferentes gerações. “Com a democracia sendo naturalizada, as pessoas vão nascendo, olhando para o país e achando que sempre foi assim. Os mais velhos podem até esquecer que foi muita luta para conseguir, e os mais jovens podem pensar que não é preciso lutar para manter”, afirma.
Clara acredita que a ideia de fazer o memorial ajudará a enxergar melhor a atualidade e o passado. “É um trabalho de resgate e valorização do que as outras gerações fizeram, é também um trabalho de alerta para o futuro, essa é a questão mais importante do projeto.”
A diretora conta que o memorial nasceu de um debate quando Lula terminou o segundo mandato, em 2010, e foi criado o Instituto Lula como continuação do Instituto Cidadania. “Nós fizemos uma seleção de iniciativas para as quais dedicaríamos mais tempo e mais pessoas. Foi uma discussão que levou algum tempo e depois fomos surpreendidos lamentavelmente pelo câncer que atacou o Lula, e então, somente depois que ele se recuperou é que na verdade começou o trabalho firme para a construção do memorial.”
Além do memorial virtual, o instituto tem um projeto para um memorial físico, que seria construído no bairro da Luz, em área próxima à Sala São Paulo e ao Museu da Resistência. A Justiça, no entanto, embargou a cessão do terreno feita em fevereiro de 2012 pelo então prefeito Gilberto Kassab. Clara diz que não há novidade sobre isso, e que o projeto físico só será retomado depois de resolvido esse impasse.
Na última segunda-feira (24), o convite para o lançamento do memorial virtual foi postado na página de Lula no Facebook com uma receita de bolo, como ocorria quando os jornais eram censurados pela ditadura civil-militar e no lugar de reportagens eram publicadas receitas.
Entre os colaboradores do projeto do memorial, está a historiadora Heloísa Starling, que lançou com a antropóloga Lilia Moritz Schwarz, em maio, o livro Brasil: uma Biografia, que põe em questão as lutas políticas e democráticas para a construção do país.
Serviço
Lançamento do Memorial da Democracia
1º de setembro, às 18h
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231, Centro – São Bernardo 
Via Rede Brasil Atual

"Temos de ver o risco que a democracia corre sempre, permanentemente, em todo lugar”, afirmou Clara Ant

O Instituto Lula lança na próxima terça-feira (1º) o Memorial da Democracia – um site multimídia que organiza e apresenta informações históricas sobre as lutas das conquistas sociais e direitos no país. O evento será realizado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“A nossa democracia ainda é uma criança. Nós temos de ver o risco que a democracia corre sempre, permanentemente em todo lugar”, afirma Clara Ant, diretora do instituto. Ela defende que é preciso abraçar a democracia “como vital, como algo que realmente deve pautar a vida em sociedade, algo que deve realmente ser um norte que ninguém pode abandonar. Isso é, inclusive, o que garante vitalidade dentro da sociedade”, diz.

Na primeira fase, o visitante encontrará no site dois módulos, que se referem aos períodos mais recentes da luta política e social no país: o período da ditadura civil-militar – “1964-1985: 21 anos de resistência e luta” – e a redemocratização – “1985-2002: construindo a democracia”. Outros períodos serão abordados paulatinamente com o desenvolvimento do site.

A diretora do instituto considera que o trabalho será importante fonte de informação para pessoas de diferentes gerações. “Com a democracia sendo naturalizada, as pessoas vão nascendo, olhando para o país e achando que sempre foi assim. Os mais velhos podem até esquecer que foi muita luta para conseguir, e os mais jovens podem pensar que não é preciso lutar para manter”, afirma.

Clara acredita que a ideia de fazer o memorial ajudará a enxergar melhor a atualidade e o passado. “É um trabalho de resgate e valorização do que as outras gerações fizeram, é também um trabalho de alerta para o futuro, essa é a questão mais importante do projeto.”

A diretora conta que o memorial nasceu de um debate quando Lula terminou o segundo mandato, em 2010, e foi criado o Instituto Lula como continuação do Instituto Cidadania. “Nós fizemos uma seleção de iniciativas para as quais dedicaríamos mais tempo e mais pessoas. Foi uma discussão que levou algum tempo e depois fomos surpreendidos lamentavelmente pelo câncer que atacou o Lula, e então, somente depois que ele se recuperou é que na verdade começou o trabalho firme para a construção do memorial.”

Além do memorial virtual, o instituto tem um projeto para um memorial físico, que seria construído no bairro da Luz, em área próxima à Sala São Paulo e ao Museu da Resistência. A Justiça, no entanto, embargou a cessão do terreno feita em fevereiro de 2012 pelo então prefeito Gilberto Kassab. Clara diz que não há novidade sobre isso, e que o projeto físico só será retomado depois de resolvido esse impasse.

Na última segunda-feira (24), o convite para o lançamento do memorial virtual foi postado na página de Lula no Facebook com uma receita de bolo, como ocorria quando os jornais eram censurados pela ditadura civil-militar e no lugar de reportagens eram publicadas receitas.

Entre os colaboradores do projeto do memorial, está a historiadora Heloísa Starling, que lançou com a antropóloga Lilia Moritz Schwarz, em maio, o livro Brasil: uma Biografia, que põe em questão as lutas políticas e democráticas para a construção do país.

 

Lançamento do Memorial da Democracia

1º de setembro, às 18h
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231, Centro – São Bernardo 

Via Rede Brasil Atual

 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: