PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
11 de Dezembro de 2015 | Notícias

Categoria conquista R$ 499 milhões em PLR

Fotos: Adonis Guerra

A soma das Participações nos Lucros e Resultados, as PLRs, conquis­tadas durante as mobilizações e rodadas de negociações dos meta­lúrgicos do ABC em 2015 alcançou o valor de R$ 499.284.251,39, dinheiro que irá girar a economia com mais compras, maior produção e geração de empregos.

O presidente do Sindicato, Rafael Marques, reafirmou que o processo de luta foi muito intenso durante esse período, onde os trabalhadores conse­guiram garantir as conquistas com muita resistência em 121 fábricasna base.

“Apesar de todas as dificuldades que o País atravessa, a organização e a disposição de luta dos trabalhadores garantiram essas negociações, que cada vez mais renovam o potencial automotivo do ABC e refletem melhor qualidade de vida para os companheiros na base”, prosseguiu.

O valor alcançado em 2015 pelos acordos das PLRs teve uma alta de 19%, ante o do ano passado.

“Com mais dinheiro no bolso, o companheiro consome mais e aumentam os pedidos para a indústria, que precisa contratar para atender a demanda. O resultado desse processo é mais produção e emprego. É isso que nós que­remos”, afirmou o presidente.

Sobre a Campanha Salarial 2015, Rafael lembrou que a categoria con­quistou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC, em 9,88%, “apesar de começar o ano com projeções irreais da inflação, o que dificultou bastante as negociações”.

“Além deste fato, iniciamos a Campanha um mês após a Câmara dos De­putados ter aprovado o PL 4330, que precariza as relações de trabalho, e esse fato contaminou ainda mais a mesa de negociação”, explicou.

Segundo ele, foi este motivo que deu origem ao tema deste ano ser Ne­nhum Direito a Menos e Mais Avanços Sociais.

“Os grupos patronais foram envenenados por essa decisão, tomada por uma Câmara de Deputados que é a mais conservadora desde 1964, e isso tor­nou as negociações das cláusulas sociais muito duras”, destacou o presidente.

“Mas o respeito que conquistamos como Sindicato e Federação nos deu resultados positivos”, completou.

Na semana passada, a Tribuna divulgou que os trabalhadores na base rece­berão R$ 423,9 milhões em recursos do 13º salário até o fim de dezembro. A estimativa é da subseção do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o Dieese, no Sindicato.

O salário médio na base é de R$ 4.953,68. Os metalúrgicos do ABC repre­sentam 10,8% do total de trabalhadores formais da região, mas participam com aproximadamente 18,4% dos recursos pagos aos trabalhadores com carteira assinada.

Da Redação. 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: