PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
23 de Fevereiro de 2016 | Notícias | Empresas

Mercedes - É hora de manter a organização na fábrica

Mercedes
“Hora de manter a organização na fábrica”
Durante plenária no último sábado, trabalhadores na Mercedes, em São Bernardo, iniciaram um processo forte de mobilização e ações pela manutenção do Programa de Proteção ao Emprego, o PPE, na montadora e pela criação do Programa de Renovação da Frota de Caminhões.
“Agora é hora de se preparar e manter a organização na fábrica”, garantiu o coordenador do CSE, Ângelo Máximo de Oliveira Pinho, o Max. “O Sindicato tem apontado medidas para serem adotadas pelo governo federal, com o objetivo de retomada do crescimento da economia e da geração de empregos”, prosseguiu.
Segundo o dirigente, o Programa de Renovação da Frota de Caminhões, a liberação de crédito, a diminuição da taxa de juros, incentivos para as exportações, entre outros estão no foco das ações propostas pelos Metalúrgicos do ABC.
Max lembrou que os companheiros na Mercedes já conquistaram o PPE, que garante o trabalhador na fábrica em tempos de crise e esse instrumento tem que ser valorizado.
“O governo federal tem que olhar para a realidade que tem sido dura para os trabalhadores e não realizar um ajuste fiscal que penalize ainda mais os companheiros”, disse.
“Teremos que lutar para que a economia seja retomada. No lugar da política do medo da empresa, queremos a política do crescimento para o País”, concluiu o coordenador.

 

Durante plenária no último sábado, trabalhadores na Mercedes, em São Bernardo, iniciaram um processo forte de mobilização e ações pela manutenção do Programa de Proteção ao Emprego, o PPE, na montadora e pela criação do Programa de Renovação da Frota de Caminhões.

“Agora é hora de se preparar e manter a organização na fábrica”, garantiu o coordenador do CSE, Ângelo Máximo de Oliveira Pinho, o Max. “O Sindicato tem apontado medidas para serem adotadas pelo governo federal, com o objetivo de retomada do crescimento da economia e da geração de empregos”, prosseguiu.

Segundo o dirigente, o Programa de Renovação da Frota de Caminhões, a liberação de crédito, a diminuição da taxa de juros, incentivos para as exportações, entre outros estão no foco das ações propostas pelos Metalúrgicos do ABC.

Max lembrou que os companheiros na Mercedes já conquistaram o PPE, que garante o trabalhador na fábrica em tempos de crise e esse instrumento tem que ser valorizado.

“O governo federal tem que olhar para a realidade que tem sido dura para os trabalhadores e não realizar um ajuste fiscal que penalize ainda mais os companheiros”, disse.

“Teremos que lutar para que a economia seja retomada. No lugar da política do medo da empresa, queremos a política do crescimento para o País”, concluiu o coordenador.

Da Redação

 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: