PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
12 de Dezembro de 2018 | Notícias

Trabalhadores na Delga aprovam encaminhamentos de luta em audiência

Fotos: Adonis Guerra

Na audiência pública realizada pela Câmara Municipal de Diadema na terça-feira, dia 11, foi criada uma comissão para discutir saídas em defesa dos empregos na Delga, já que a empresa corre o risco de fechar caso o prédio residencial vizinho seja construído.  

O presidente do Sindicato, Wagner Santana, o Wagnão, colocou em votação os encaminhamentos, que foram aprovados pelos trabalhadores.

“Temos que achar a solução que caminhe no sentido de impedir a Delga de fechar. Se a comissão não chegar a uma alternativa, intensificaremos o processo de luta dos trabalhadores. Vamos mobilizar, ocupar, fazer o que for necessário para preservar os empregos”, afirmou.

A comissão será formada por representantes do Sindicato, da Prefeitura, da Delga, da Câmara e do empreendimento imobiliário. A primeira reunião ficou agendada para o próximo dia 20.

Wagnão puxou o coro de “Uh ABC” com os trabalhadores no plenário para medir o nível do ruído, que chegou a 82 decibéis.

“Imaginem as prensas da Delga batendo nos três turnos na fábrica. Impossível descansar e dormir, além da reverberação que atinge os seres humanos e as construções”, explicou.

São mais de 600 trabalhadores na Delga, sendo 90% moradores da cidade e muitos com mais de 15 anos de fábrica.

O coordenador da Regional Diadema do Sindicato e CSE na Delga, Claudionor Vieira do Nascimento, reforçou a cobrança por uma solução.

“Os trabalhadores aqui dão uma demonstração de unidade, mobilização e organização. O compromisso e a responsabilidade social com os empregos e com a indústria têm que ser de todos e todas”, disse.

“Se o prédio for construído, primeiro acabaria o 3º turno da fábrica, depois deixaria de atender os clientes, além de não suportar os processos. Foi assim com a outra unidade da fábrica, na Lapa, em São Paulo, que fechou pelo mesmo motivo. Vamos fazer a luta que for necessária”, concluiu.

Da Redação. 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: