PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
22 de Março de 2019 | Hot Site | Formação

Que futuro teremos com o desmonte da Previdência?

No fundo, a discussão sobre a reforma da Previdência tem a ver com nossa escolha, como sociedade, de como trataremos nossos idosos e os mais necessitados. Estamos decidindo sobre que modelo de políticas sociais teremos no país.

O que está em jogo:

Temos um sistema distributivo. O que é isso?  Na Constituição de 88, decidimos repartir melhor a riqueza também através deste mecanismo. É diferente de um sistema privado de capitalização, onde uma pessoa investe e depois de anos resgata o valor acumulado. Pensamos como nação, que atende e cuida coletivamente dos mais carentes.

Ao estudar a proposta de reforma da Previdência, fica evidente tratar-se de um mito sua não sustentação. Nosso sistema de financiamento é tripartite, o que significa dizer que, quem paga, são trabalhadores, empregadores e governo. Ocorre que a parcela que o governo deveria investir na Previdência é desviada para outros fins. Esta manobra faz com que aparentemente tenhamos um déficit, um “rombo”.

O Brasil gasta 8,5% do PIB em juros, e 7,5% para Previdência. Quando você destina o dinheiro aos mais pobres, potencializa a economia, porque este segmento consome, diferente do outro, o de investidores, cuja tendência é guardar. Portanto, o país cresce mais quando a economia privilegia os mais necessitados.

O que faremos sobre isso? Queremos garantir uma rede solidária que assegure o mínimo de dignidade às pessoas?

Tanto do ponto de vista humanitário, quanto do econômico, a proposta da reforma da Previdência é inconcebível.

Diga não à reforma da Previdência. Primeiro, porque os motivos para desmontá-la são falsos. Segundo, porque num país tão desigual, com milhões de pessoas na pobreza ou na extrema pobreza, postergar o acesso à Previdência é o mesmo que negar o direito a uma vida digna.

 

Comente este artigo. Envie um e-mail para formacao@smabc.org.br

Departamento de Formação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: