PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
2 de Abril de 2019 | Hot Site | DIEESE

Doença anti-industrial

-

Compartilhar: Publicar:

O Brasil é um dos maiores países do planeta e tem um dos principais mercados consumidores do mundo. Somos quase 210 milhões de brasileiros vivendo num território rico em recursos naturais e de extraordinária biodiversidade.  Nosso desafio atual deveria estar concentrado em como tornar o país em um líder mundial na produção de bens sustentáveis gerando desenvolvimento econômico e social.

Mas quando o governo brasileiro ignora toda a capacidade tecnológica da sua principal estatal, a Petrobras, sinaliza que sua alternativa para uma das maiores reservas de petróleo do mundo é a privatização, e quando se omite na venda da brasileira Embraer, a terceira maior fabricante de aviões do mundo, estamos atestando nossa incapacidade enquanto nação.

Esse movimento não é pontual. O fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo é um sintoma da doença anti-industrial que abala o país; e essa decisão é legitimada quando o governo escancara de forma desigual o mercado brasileiro, facilitando que mandem seus veículos do México para o Brasil.

Em resumo, estão nos dizendo que não servimos para desenvolver, produzir e gerar empregos por aqui, mas também não abrem mão de nosso mercado. Quando iremos resgatar os pilares do desenvolvimento?

Comente este artigo. Envie um e-mail para sumetabc@dieese.org.br

Subseção do Dieese

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: