PESQUISA / SUGESTÕES
RECEBA INFORMAÇÕES
10 de Maio de 2019 | Notícias

Bilhete do João Ferrador: Somos reféns da nossa história

Não há outra forma de celebrar o aniversário de 60 anos do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC que não seja pensando, primeiramente, nas pessoas que tornaram possível essa caminhada, em cada companheiro e companheira que construiu, de fato, essa história de resistência.

Foram estas pessoas que fizeram deste Sindicato uma referência mundial na luta pelos direitos dos trabalhadores e, ainda além, uma entidade que conseguiu extrapolar a luta para além da fábrica, tornando-se um ator político capaz de atuar em questões e temas que interferem diretamente nas condições de vida de cada companheiro e companheira.

Celebramos esses 60 anos pensando nos trabalhadores e trabalhadoras que arriscaram suas vidas e empregos – muitos deles perderam a vida ou o emprego - em prol de um bem coletivo chamado democracia, muitas vezes expresso na luta pelo direito à livre manifestação, a trabalho e salário dignos, à liberdade.

Companheiros e companheiras que enfrentaram, primeiramente, suas chefias, no chão de fábrica, a Polícia, o Exército, e até mesmo, em alguns casos, suas próprias condições de miserabilidade para se dedicar a uma causa coletiva. Foi essa força que fez do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC uma referência também na luta contra a opressão e a ditadura.

O Sindicato não é um prédio. Ele é cada um de nós que hoje estamos nas fábricas, é cada um de nossos pais, irmãos, avós, que se dedicaram a construção da liberdade e dignidade da classe trabalhadora.

Muitas vitórias aconteceram nesse período. Ajudamos a enfrentar e derrubar o regime militar e a reconstruir uma sociedade democrática. Contribuímos fortemente para que este País discutisse o direito dos negros, das mulheres, das pessoas com deficiência, entre tantos outros setores que a burguesia faz questão de oprimir e isolar. Temos a certeza de que este tem de ser o papel do Sindicato e de qualquer organização de trabalhadores: a luta por um país igual, solidário e justo.

Pensando nas pessoas que construíram nossa história, ao celebrar estes 60 anos, temos como maior referência da nossa luta a liberdade do companheiro e ex-presidente Lula. Preso político, Lula está encarcerado, sequestrado em Curitiba por um sistema judiciário submetido aos mais obscuros interesses de uma elite que sempre foi privilegiada neste país e nunca aceitou de fato o patamar de liberdade e de direitos conquistados pela classe trabalhadora em seu governo. Por sua luta, por ter conduzido nossa categoria para a sociedade que queremos, Lula hoje é refém de sua própria vida de luta em prol dos trabalhadores e do Brasil.

Passados 60 anos, nossa luta por direitos, por igualdade, por condições dignas de vida e pela democracia continua. Lula Livre é a bandeira de todos nós porque representa e unifica a luta de cada companheiro e companheira por um Brasil dos trabalhadores (as) e para os trabalhadores (as).

Parabéns a todos nós. E muita força para continuar construindo juntos essa história.

Por Wagner Santana 

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: