PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
16 de Maio de 2019 | Hot Site | Formação

Não é greve de professores, é manifestação pela Educação!

As manifestações que tomaram conta do Brasil na última quarta-feira foram bastante elucidativas. Ensinaram de forma pacífica que um direito tão fundamental, como o da educação, é direito de todos e não pode ser negado. Explicaram que se não estivermos todos, estudantes e trabalhadores, no exercício de nossa cidadania, lutando por ele, nosso futuro estará comprometido.

Os cortes na educação nos afetam de formas bem diversas e nos colocam algumas questões: Como pensar o futuro do país com a educação andando para trás? O que será dos trabalhadores no futuro, se não tivermos hoje universidades, institutos federais e centros tecnológicos pesquisando e produzindo inovações? O que será de jovens mais pobres que não possuem suportes para manter seus estudos além das bolsas científicas? O que será de seu futuro profissional? Estarão fadados a repetir o ciclo da pobreza e exclusão, que buscava-se quebrar nos últimos anos? O que será da soberania nacional se renunciamos à produção de ciência e tecnologia? O que será de nossos direitos políticos e sociais se acabarmos com as humanidades?

Na história da educação do país já tivemos escolas para poucos, escolas que formavam exclusivamente para o trabalho. Que dividiam conhecimento prático do teórico. Há muito o que fazer ainda para termos mais qualidade em todos os níveis para garantir a riquíssima visão das interdisciplinaridades. Já andamos muito, e as manifestações nos dizem que não aceitamos retroceder.

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: