PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
17 de Setembro de 2019 | Hot Site

Trabalho, Renda, Consumo. O caminho da campanha

Demissões, retirada de direitos, rebaixamento de salários, pedido de isenção tributária, renúncia fiscal, desonerações – desde o fim de 2014, início da crise econômica e política no Brasil, essas são algumas das pautas diárias do empresariado brasileiro.

O nível da atividade industrial no Brasil atualmente está no mesmo patamar de 2009. Na visão dos empresários, a principal causa para a crise atual e todas as outras crises no país é sempre o alto custo do trabalho, a elevada carga tributária, a burocracia desmedida, enfim, o chamado “custo Brasil”.

Com importantes ponderações, parte dessas afirmações são legítimas. Poderiam ser atacadas a partir de uma séria e contundente política industrial, pauta permanente deste sindicato.

Num olhar de fora para dentro, a retomada do crescimento econômico brasileiro passa pelo desempenho da economia internacional cujo rebatimento nas nossas exportações são incertas dada a guerra comercial entre EUA e China, assim como o aprofundamento da crise na Argentina, nossos três principais parceiros comerciais.

A solução caseira passa pela retomada do emprego e aumento da renda das famílias. Mas a inoperância patronal joga para os trabalhadores toda a responsabilidade que também é deles.

 

Comente este artigo. Envie um e-mail para sumetabc@dieese.org.br

Subseção do Dieese

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: