PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
1 de Novembro de 2019 | Hot Site | Formação

40 anos após a morte de Santo Dias seu legado permanece vivo

Nesta última quarta-feira, 30 de outubro, fez 40 anos que o operário Santo Dias foi alvejado por um policial enquanto comandava um piquete em frente à fábrica Sylvania, em Santo Amaro, bairro da zona sul da capital paulista, durante a greve dos metalúrgicos de São Paulo e Guarulhos, deflagrada em 28 de outubro de 1979.  Santo Dias, antes de ser metalúrgico, militante sindical e membro da pastoral operária, foi trabalhador rural, sendo expulso do campo, em 1961, por participar de um movimento por melhores condições de trabalho.

Na capital paulista, depois de trabalhar em várias fábricas nas décadas de 1960 e 1970, passou a integrar a Oposição Sindical Metalúrgica de São Paulo e o Comitê Brasileiro pela Anistia (CBA).

A morte de Santo Dias, vitimado pela repressão policial, incendiou a greve dos metalúrgicos de São Paulo e gerou uma grande indignação entre trabalhadores e militantes sindicais.

Diante da recusa da polícia em liberar o corpo de Santo Dias, a interferência de D. Paulo Evaristo Arns, arcebispo de São Paulo, foi fundamental para que o corpo fosse velado na Igreja da Consolação por milhares de pessoas.

No dia seguinte, houve uma passeata com mais de 20 mil pessoas, que caminharam da Igreja da Consolação até a Praça da Sé, carregando o corpo de Santo Dias e gritando “abaixo a ditadura” e “trabalhador unido jamais será vencido”.

Foi um dos maiores atos de afirmação do sindicalismo combativo em plena ditadura militar. A memória de Santo Dias permanece viva entre os trabalhadores e o seu legado é uma fonte de inspiração na luta contra a opressão e a exploração que enfrentamos nos dias de hoje.

Comente este artigo. Envie um e-mail para formacao@smabc.org.br

Departamento de Formação

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: