PESQUISA / SUGEST�ES
RECEBA INFORMAÇÕES
20 de Março de 2020 | Notícias

Após pressão do Sindicato, Mercedes antecipa parada para segunda, dia 23

Preocupado com a saúde dos trabalhadores diante da pandemia do novo coronavírus, o Sindicato tem pressionado as empresas da base para que paralisem a produção e liberem seus trabalhadores. A Mercedes, em São Bernardo, anunciou hoje a antecipação da parada da produção de ônibus e caminhões, que estava prevista para quarta-feira, dia 25, para segunda, 23.

“A pressão que o Sindicato faz é em nome da saúde dos trabalhadores. Sabemos que a economia está em frangalhos e que agora a situação só vai piorar, mas a saúde dos trabalhadores e de suas famílias é fundamental. A vida é o mais importante, não queremos que as pessoas adoeçam. Nada tem mais valor do que a vida”, defendeu o diretor administrativo dos Metalúrgicos do ABC, Moisés Selerges.

“As pessoas precisam ficar em casa, fazer o resguardo social, ter atenção com os cuidados pessoais e coletivos e seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde. Continuamos cobrando também essa atenção das demais empresas”, afirmou.

As montadoras e grupos patronais receberam a reivindicação de parada por meio da FEM/CUT (Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT), já que muitas empresas da base fornecem para mais de uma montadora ou sistemista.

 A cobrança é para que os trabalhadores que integram os grupos de risco sejam afastados imediatamente do trabalho. Para os demais, a solicitação é de suspensão, em regime de férias coletivas ou licença remunerada, com início até dia 30, no máximo.

Vão parar:

Volks: 23/3

Mercedes: 23/3

Toyota: 24/3

Scania: 30/3

GM: 30/3

00
comentários para esta matériaCOMENTAR
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Rua João Basso, 231 - CEP 09721-100
Centro - São Bernardo do Campo/SP
TRIBUNA METALÚRGICA


VEJA TODAS AS EDIÇÕES
Buscar por Nº: