Bancário quer negociar e petroleiro suspende greve

Os petroleiros desistiram de deflagrar uma greve de cinco dias a partir de hoje. A rejeição foi tomada em assembléias realizadas pela categoria em todo o País ao longo da semana passada, quando decidiram retomar a negociação com a Petrobrás.

Já os bancários querem negociar com os bancos o pagamento dos dias parados na greve nacional, encerrada quinta-feira da semana passada após 30 dias.

Amanhã, a categoria realiza assembléia para definir o rumo do movimento.

A expectativa ainda é negociar um acordo com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e evitar o julgamento da greve no TST (Tribunal Superior do Trabalho) marcado para quinta-feira.