Grupo Volkswagen vai investir € 73 bilhões em novas tecnologias

Montante será usado em pesquisa e desenvolvimento de eletrificação, motores híbridos e tecnologia digital

O Grupo Volkswagen anunciou que vai realizar investimentos de € 73 bilhões nos próximos cinco anos com o objetivo de se transformar em uma corporação de mobilidade digital. Os aportes em digitalização vão dobrar, chegando a € 27 bilhões, enquanto € 35 bilhões serão direcionados ao desenvolvimento e lançamento de novos veículos elétricos com bateria, outros € 11 bilhões serão destinados a versões híbridas de modelos já existentes.

Os investimentos foram definidos após a mais recente rodada de planejamento da companhia, que prevê crescimento moderado da economia global nos próximos cinco anos. Aumento de 30% na produtividade e economias na administração também estão previstas para garantir o processo de transformação. Além disso, as empresas do Grupo VW vão ter de otimizar seus portfólios de produtos, o que significa que versões de modelos, combinações de motor e de transmissão e outros itens com menor demanda serão analisados para verificar se vale a pena mantê-los em oferta.

Detalhe: esse planejamento não inclui as joint ventures na China, já que essas empresas não fazem parte do grupo e financiam seus investimentos com recursos próprio. Os planos preveem ainda a produção de cerca de 26 milhões de veículos 100% elétricos até 2030, sendo que aproximadamente 19 milhões desses modelos utilizarão a plataforma exclusiva de propulsão elétrica, enquanto os demais 7 milhões serão feitos sobre a plataforma de alto desempenho do grupo. Também está prevista a produção de outros 7 milhões de modelos híbridos durante o período.

A Volkswagen acredita que os softwares terão papel fundamental no sucesso do grupo, por isso decidiu dobrar o investimento nos processos de digitalização para € 27 bilhões. A meta é criar um conjunto de softwares que será lançado no projeto Artemis, da Audi, em 2024. A participação do grupo em programas próprios será ampliada, passando de 10% para 60%, e a maior parte do valor investido terá como prioridade o desenvolvimento de inteligência artificial, condução autônoma e a digitalização de processos.

Do Automotive Business