TVT completa 7 anos hoje com muitos desafios pela frente

 

Wagnão e Ivone em entrevista no Melhor e Mais Justo – 13 de julho de 2017

Há 7 anos nascia a TV dos Trabalhadores, a TVT. Na noite do dia 23 de agosto de 2010, durante cerimônia no Centro de Formação de Profissionais da Educação, o Cenforpe, em São Bernardo, o então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva; o presidente do Sindicato, Sérgio Nobre; o prefeito Luiz Marinho e a garota Nicole, do Centro Cultural Afro Brasileiro Francisco Solano Trindade, deram início às transmissões da única emissora de televisão sob o comando dos trabalhadores.

“Esperamos 23 anos para que a emissora fosse uma realidade, desde o pedido feito ao Ministério das Comunicações, em 1987”, relembrou o presidente do Sindicato, Wagner Santana, o Wagnão.

Para ele, as dificuldades em se conquistar a concessão, negada por quatro vezes durante esse período, não superam os desafios que ainda existem para a manutenção de um projeto de comunicação desta magnitude.

“Temos lutado bravamente pelo direito de contarmos a nossa pró- pria história e para que a voz dos trabalhadores não se cale. Há três anos contamos com a participação dos companheiros e companheiras bancárias, como co-mantenedores da TVT”, destacou Wagnão.

Segundo a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Ivone Silva, a TVT é um veículo essencial na mobilização pela democratização dos meios de comunicação em nosso País.

“Atualmente, as emissoras estão nas mãos de apenas seis grupos e praticamente inexiste espaço para os movimentos sociais e sindicatos darem sua visão”, disse.

“A democracia se aprofunda em ambientes onde há mais diálogo e onde a diversidade de ideias e as diferenças regionais têm espaço equilibrado na mídia em geral”, completou.

A TVT é uma emissora educativa outorgada à Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho, entidade cultural sem fins lucrativos, mantida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região.

“Tivemos muitos avanços nestes 7 anos, a implementação do transmissor digital na avenida Paulista foi um deles. Assim, o canal passou a alcançar mais de 20 milhões de pessoas em toda Grande São Paulo”, afirmou o presidente da Fundação, Paulo Vannuchi.

“Isso significa que a nossa responsabilidade em fazer uma TV de qualidade com a cara do trabalhador é ainda maior. Vamos continuar fazendo a TVT, com a contribuição de todos que acreditam nesse projeto”, concluiu Vannuchi.

Da Redação