25 anos de organização e luta

Quarta-feira que vem, 21 de setembro, é o Dia Nacional de Lutas das Pessoas com Deficiência, data que também se comemora 25 anos de organização dos movimentos das pessoas com deficiência.

“Avançamos muito neste tempo”, afirma Gilberto Fracheta, que no início dos anos de 1980 participou de um dos primeiros encontros no ABC para a organização das pessoas com deficiência. Foi nesse encontro que a data de 21 de setembro foi sugerida.

“Nossa luta resultou em algumas pequenas, porém significativas vitórias nas leis referentes à acessibilidade, na educação inclusiva e oportunidades no mundo do trabalho”, constata Antonio Carlos Munhoz, coordenador do Movimento Grande ABC Para Todos.

Para Fracheta, todas as leis na Constituição são conquistas dos movimentos. “Fomos um dos poucos segmentos sociais que entregava emendas diretamente ao deputado Ulisses Guimarães (que presidiu a Constituinte de 1986), quando a maior parte das emendas era apresentadas pelos congressistas”, recorda com orgulho.

Evento

Para comemorar o Dia Nacional de Luta, a Universidade Metodista de São Bernardo promoverá o debate Pessoas com Deficiência: Memória e Horizontes.

Também será apresentado o Guia de Verificação de Acessibilidade das Cidades, em fase de preparação pelo  Movimento Grande ABC para Todos. Segundo Munhoz, o guia apresentará um diagnóstico sobre barreiras físicas e culturais que a região apresenta e trará propostas para superá-las.

O evento será realizado dia 21, a partir das 14h, no auditório Iota. Rua Planalto, 106, em Rudge Ramos.

Lute conosco pela acessibilidade

A Comissão dos Metalúrgicos do ABC com Deficiência quer conhecer como é a acessibilidade nas fábricas, nas ruas e locais públicos.

Ligue para a redação do Sem Lenço Sem Preconceito e denuncie as limitações que você enfrenta no dia-a-dia ou aponte soluções.

Mande sua mensagem para [email protected] ou ligue para o 4128-4200 e fale com a redação da Tribuna Metalúrgica.