´A vida dos patrões é reclamar, a nossa é pressionar´

Categoria intensifica Campanha Salarial em assembleias nas fábricas, enquanto dirigentes pressionam patrões nas negociações


Assembleia de mobilização na Itaesbra. Foto: Paulo de Souza / SMABC

Os Metalúrgicos do ABC estão intensificando a Campanha Salarial 2012 com assembleias em diversas empresas para mostrar a disposição de luta dos trabalhadores na base.

A mobilização mantém a companheirada organizada e em estado de alerta, ao mesmo tempo em que os dirigentes pressionam as bancadas dos grupos patronais nas primeiras rodadas de negociações.

“O acordo com as montadoras, com validade para 2011 e 2012, é referência para que os demais grupos apresentem uma proposta”, explicou Nelsi Rodrigues, o Morcegão, coordenador de São Bernardo. “Sabemos que a vida dos patrões é reclamar e a nossa é pressionar”, prosseguiu.

Segundo o dirigente, as medidas emergenciais tomadas pelo governo federal como a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e desoneração da folha, entre outras, permitiram a retomada da produção industrial.

“A situação nas fábricas está equilibrada, então nós entendemos que o processo de crescimento continua e vamos lutar pela nossa pauta”, afirmou Morcegão.

Os temas centrais da Campanha Salarial 2012 são reposição inte­gral da inflação, au­mento real no salário, valorização dos pisos salariais, jornada de 40 horas semanais, licen­ça maternidade de 180 dias (para os grupos 8, 10 e Estamparia) e seguro de vida.

Da Redação