Abeifa: negócios com importados também reagem em maio.

Apesar da queda de 33,2% no ano, vendas cresceram 8,7% no comparativo mensal

Assim como o mercado em geral e, particularmente, o de produtos nacionais, o mercado de veículos importados também teve desempenho positivo no comparativo de maio com abril. Balanço divulgado pela Abeifa que considera apenas os dados dos seus associados indica venda de 1.630 unidades importadas no mês passado, acréscimo de 8,7% sobre as 1.500 de abril.

Já as associadas com produção local tiveram resultado negativo. Emplacaram 3.289 veículos fabricados no País em maio, queda de 6,9% sobre o mês anterior. Na soma do total vendido por suas 11 afiliadas, as vendas atingiram 4.919 unidades, o que representou decréscimo de 2,3% ante abril e de 25,6% comparado a maio de 2021.

No acumulado dos primeiros cinco meses do ano, as marcas representadas pela Abeifa licenciaram 24.223 unidades entre produtos nacionais e importados, volume 12% inferior ao do mesmo período do ano passado. Enquanto os importados amargaram baixa de 33,2% nesse comparativo (7.035 unidades este ano x 10.528 em 2021), a produção nacional apresentou performance praticamente estável, com pequena elevação de 1,1% (17.188 x 17.001 unidades).

As duas marcas afiliadas à Abeifa com maior volume de venda de importados são a Volvo Cars e a Kia. A fabricante sueca totalizou 2.207 licenciamentos de janeiro a maio, com recuo de 27,8% sobre idêntico período de 2021. Já a marca coreana teve desempenho positivo, com alta de 8,6% e, respectivamente, 1.902 e 1.752 unidades. No cômputo geral de suas afiliadas, a Abeifa tem participação de apenas 2,8% do mercado total de automóveis e comerciais leves.

Do AutoIndústria