Boas novas da pandemia de Covid e a má notícia com a MP 1113

Com quase 80% da população brasileira vacinada, a média móvel de mortes é a menor desde o início da pandemia (março/20), para todo o Brasil.

Foto: Divulgação

Isso significa que mesmo com as variantes, mais contagiosas, os efeitos da vacinação se fazem sentir, mostrando um cenário otimista para daqui adiante.

Com isto em vista, governo e Prefeitura de São Paulo desobrigaram o uso de máscara em transporte público. Prematuramente, devo dizer, pois mesmo no estado a vacinação não está completa (95,71%) e sempre recebemos muitos viajantes, que vêm trabalhar, fazer turismo e mesmo se tratar.

Não custa lembrar: o uso de máscaras continua obrigatório na rede de saúde (postos, laboratórios e hospitais). E nos demais locais, é opcional.

E agora uma má notícia. A MP (Medida Provisória) 1113 está avançando e já foi elevada a PLV (Projeto de Lei de Conversão). Segundo esta, a cessão do auxílio-doença será por documentos, com duração do benefício de até 90 dias, sem prorrogação. Se precisar, vai ser necessária uma nova entrada, daí a 30 dias (onde o segurado fica descoberto). Além disto, não poderá solicitar perícia médica, nem a cessão na natureza acidentária.

Comente este artigo. Envie um e-mail para [email protected]

Departamento de Saúde do Trabalhador e Meio Ambiente