Ciência derruba mitos

Estudo científico realizado pela Solidarity Therapeutics Trial analisou dados sobre drogas utilizadas no tratamento da Covid-19 em mais de 30 países e em 405 hospitais constatou que hidroxicloroquina, cloroquina, remdesivir e o interferon beta-1a são ineficazes no tratamento da Covid-19.

Se por um lado a conclusão do estudo desmistifica a utilização desses medicamentos, o que é saudável do ponto de vista de políticas públicas responsáveis, por outro, e após ampla reabertura, França, Itália, Portugal, Alemanha, Espanha e Reino Unido voltam a anunciar diversas medidas de restrição visando conter uma nova explosão da Covid-19.

A França, por exemplo, anunciou o toque de recolher noturno, entre 21h e 6h.

As estratégias de enfrentamento adotadas pelos governos são fundamentais no controle dos efeitos e mortes que a pandemia provoca.

Na Nova Zelândia, país de 5 milhões de habitantes, houve 25 mortes por coronavírus e a estratégia adotada possibilitou que a primeira onda de coronavírus fosse completamente interrompida no final de maio, por meio da utilização de medidas sugeridas por organismos científicos internacionais, tais como planos rígidos de isolamento social, inclusive com fechamento antecipado de fronteiras. Depois disso, o país passou 102 dias sem detectar qualquer contágio local.

Vale notar o reconhecimento do povo neozelandês, que conferiu vitória esmagadora do Partido Trabalhista reelegendo Jacinda Ardern como Primeira Ministra da Nova Zelândia nas eleições gerais realizadas aos 17 de outubro de 2020, atribuída, em grande parte, aos sucessos do governo no combate à pandemia.

Comente este artigo. Envie um e-mail para [email protected]

Departamento de Saúde do Trabalhador e Meio Ambiente