Companheiros conquistam PLR na Conex

 

Fotos: Edu Guimarães

Os trabalhadores na Conex, em São Bernardo, aprovaram em assembleia na última sexta-feira, 6, a proposta de Participação nos Lucros e Resultados, a PLR, negociada pelo Sindicato com a empresa.

A PLR será paga em parcela única ainda neste mês e os companheiros também garantiram o reajuste no vale alimentação. A primeira proposta apresentada pela empresa foi rejeitada em assembleia realizada no dia 28 de setembro.

“Naquela ocasião, os trabalhadores rejeitaram a proposta, por que a Conex está sempre adiando as negociações e quis prorrogar também o prazo de pagamento da segunda parcela da PLR para o ano que vem”, relembrou o coordenador de área, José Caitano Lima.

Segundo ele, essa foi a principal razão da primeira proposta não ter tido acordo.

“Desta vez, conseguimos essa vitória, mas o pessoal está bastante descontente com algumas atitudes da empresa”, contou.

“Desde que a fábrica foi transferida do Taboão para o Bairro da Cooperativa, há mais de um ano, os companheiros reivindicam transporte e restaurante, mas até agora nada”, continuou o dirigente.

“Vamos continuar insistindo e lutando junto a companheirada para melhorar as condições de trabalho na Conex”, garantiu.

Em torno de 140 metalúrgicos trabalham na empresa, que pertence ao Grupo 2.

Campanha

Durante a assembleia realizada na sexta, a diretora do Sindicato, Judith Alves da Fonseca, a Ju, CSE na Valeo, em São Bernardo, convocou as companheiras e companheiros para se engajarem na Campanha: Basta! Mulher não é saco de pancadas de combate à violência contra a mulher, organizada pela Comissão das Metalúrgicas do ABC.

A atividade de lançamento da Campanha será em assembleia na Revoluz, em Diadema, que acontece hoje, às 7h30.

“Estamos indignadas com o aumento da violência contra a mulher e não podemos nos calar diante disso”, afirmou.

Da redação