Regional Diadema do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

A atual Regional Diadema dos Metalúrgicos do ABC foi inaugurada em 30 de outubro de 1992. Aprovada a construção no final dos anos 1980, a obra durou três anos e contou com o apoio e participação da categoria na gestão do então presidente do Sindicato, Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho.

No prédio amplo de dois andares localizado na Avenida Encarnação, 290, no bairro
Piraporinha, os trabalhadores realizam os atendimentos já no andar térreo, como
Departamento de Arrecadação e Cadastro (DAC), Jurídico, Departamento de Saúde do
Trabalhador e Meio Ambiente (DSTMA), a Escola Livre para Formação Integral “Dona
Lindu” e Associação dos Metalúrgicos Anistiados e Anistiandos do ABC (AMA-A). O
primeiro andar conta com a assessoria de base aos companheiros nas fábricas divididas em
duas áreas e o segundo andar o salão para assembleias e atividades da categoria com
capacidade para 600 pessoas.


Em 2018, a direção do Sindicato inaugurou um novo espaço da Comissão das Metalúrgicas
do ABC na Regional para receber mais trabalhadoras para o debate na base.
Em
homenagem, as paredes da sala da Comissão foram cuidadosamente cobertas com
imagens da luta dessas mulheres guerreiras da categoria e retrata toda a combatividade e
união delas.

A primeira subsede, prometida aos trabalhadores desde a fundação do Sindicato em 1959,
foi inaugurada em 17 de abril de 1971 na então Estrada do Piraporinha. O prédio foi
construído em um terreno de 500 m² e já contava com os departamentos médico, jurídico,
atendimento geral, dentre outros. Atendimento pelo telefone 4061-1040.

Coordenadores a frente da Regional Diadema
João Paulo de Oliveira
Paulo Okamoto
Alberto Eulálio, Betão
Francisco Dias Barbosa, Chicão
Joel Fonseca Costa
João Martins Lima, Tiziu
Adi dos Santos Lima
Sérgio Nobre
David Carvalho
Claudionor Vieira do Nascimento
Antônio Claudiano da Silva, Da Lua

De 1933 a 2022: A fundação dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema
Seja bem-vindo e bem-vinda, trabalhador e trabalhadora!
Fique sócio! Você, trabalhador, é o Sindicato dentro da fábrica