Embalagens nacional : Redução de 1 hora na jornada cria 40 empregos

Trabalhadores na Embalagens Nacional conquistam a redução da jornada de 44 para 43 horas semanais. Com a medida, 40 postos de trabalho serão abertos. Ontem, as centrais sindicais lançaram campanha pela redução da jornada de trabalho em todo o País, medida com capacidade para gerar até 2,8 milhões de empregos.

>> Jornada menor, mais emprego

Nesta semana a Embalagens Nacional, fábrica de latas em Ribeirão Pires, começa a selecionar 40 novos trabalhadores que vai contratar. A medida só foi possível depois de os 92 companheiros na fábrica aprovarem proposta de redução da jornada de 44 para 43 horas semanais e o fim de horas-extras, em assembléia na última sexta-feira.

A jornada será reduzida com a redução do tempo de almoço para 45 minutos diários. Um novo turno será criado e será implantando o sistema de trabalho de 6 x 2. Hoje o pessoal trabalha no sistema de 6 x 1, de segunda a sábado. O acordo também vai eliminar as horas-extras.

Geovane Correa, diretor do Sindicato e coordenador de base em Santo André, afirmou que a redução é um avanço.

“O pessoal terá um dia a mais de folga por semana”, disse, registrando que o grande salto é o número de contratações.

Ele informou que está em discussão agora a vinda de uma nova linha de produção, medida que poderá criar outros 40 postos de trabalho.

A Nacional fabrica as embalagens das bolachas Santa Edwiges, empresa do mesmo grupo.