Ex-GM quer salvar filiais abandonadas por multinacionais

Pouco mais de um mês após deixar a presidência da General Motors no Brasil e na América do Sul, o argentino Carlos Zarlenga lança no País a Qell Latam Partners (QLP), empresa focada em comprar outras empresas, principalmente subsidiárias de multinacionais que estão sendo relegadas por suas matrizes, e torná-las mais eficientes.

O executivo, que esteve à frente da GM na região por cinco anos, uniu-se a Francisco Valim, ex-presidente de empresas como Via Varejo, Net Serviços e Nextel, para liderar a unidade local da Qell Acquisition Corporation, plataforma de investimento e operações para a compra de indústrias em transformação.

Os dois empresários são cofundadores e sócios (general partners) da QLP, que terá como presidente do Conselho de Administração Barry Engle, que fundou a Qell Acquisition em agosto de 2020. Ele também foi presidente das operações da GM na América do Sul, na América do Norte e na divisão Internacional. Antes, comandou a Ford Brasil e Mercosul.

“Há várias empresas internacionais e até nacionais procurando alternativas para os ativos que têm na América do Sul, por parcerias ou venda, e muitas não encontram soluções. Por isso, há grupos saindo da região”, afirma Carlos Zarlenga. “Isso abre grande oportunidade para fazer aquisições, o que será de muito valor para os players globais que estão tentando vender seus ativos.” O executivo informa que foi de olho na oportunidade de liderar um negócio inédito na região que decidiu deixar a GM, pois vê oportunidades para o setor automotivo principalmente no Brasil e na Argentina.

Do DGABC