Garanta sua parte desse bolo

Com o fechamento dos acordos de PLR, os metalúrgicos do ABC garantem, através da luta, um respiro a mais nessa época de renda em baixa.

A partir do pagamento das últimas parcelas em março, referentes aos acordos do ano passado, a categoria embolsou por volta de R$ 129 milhões. Esse valor cor-responde a cerca de 10% do salário médio recebido por todos os trabalhadores na região num mês, segundo o Dieese. “Graças a qualidade das negociações e a mobilização dos trabalhadores, conseguimos superar os valores conquistados no ano passado para um número maior de metalúrgicos” disse José Lopez Feijóo (foto), presidente do Sindicato. Nos acordos de 2002, o total pago chegou a aproximadamente R$ 118 milhões. O número de acordos e valores cresce na categoria desde 1995, quando o pagamento da PLR tornou-se lei.

>> Mobilização

“Cobrar o pagamento das empresas é uma reivindicação definitiva da pauta do Sindicato”, afirma Feijóo, lembrando que a negociação já está estabelecida num grande número de empresas.

Ele aconselha que os companheiros ainda não beneficiados, cujas fábricas não têm prática de negociação, se organizem e procurem o Sindicato.

O caminho dos trabalhadores é a eleição de uma Comissão que, junto com diretores do Sindicato, vai negociar com o patrão. Nas empresas onde a mobilização dos trabalhadores é grande, a definição da PLR acontece mais rápida que nas fábricas onde a cobrança é menor.

Por isso, vá à luta!