Inox Tubos: Afastados protestam por corte do convênio

Trabalhadores afastados por problemas de saúde na Inox Tubos, de Ribeirão Pires, fizeram um protesto ontem na porta da fábrica contra o corte do convênio médico.

São 40 companheiros nessa situação, afastados da produção por doenças ou sequelas de acidentes no trabalho. A maioria deles tem as chamadas lesões por esforço repetitivo, as LER, e tinham no plano médico a saída para continuarem seus tratamentos.

“É um verdadeiro descaso da Inox Tubos com a vida deles”, protestou José Roberto Vicaria, o Jacaré, diretor do Sindicato. A empresa alega que os metalúrgicos têm de ser atendidos pela rede pública de saúde já que estão afastados pelo INSS.

“O ato de ontem também serviu para chamar a atenção dos demais companheiros porque podem passar pela mesma situação”, afirmou Jacaré. Novos protestos serão desencadeados se a fábrica não voltar a incluir os afastados no convênio.