Jornada Cidadã – Comissão cobra compromisso do governo estadual

Representantes da Jornada
Cidadã cobraram do
governo estadual a criação
de um canal de diálogo para
discutir políticas públicas
para a defesa dos direitos das
crianças e adolescentes.

Semana passada, eles
entregaram a Luiz Antônio
Marrey, secretário de Justiça
do Estado, uma Carta-Proposta com mais de 30
pontos para a extinção da
violência, da exploração
sexual, do trabalho infantil
e da exclusão social de
jovens.

“Acreditamos que o
encontro foi positivo. Apesar
de muitas conquistas, o
Estatuto da Criança e do
Adolescente ainda não foi
plenamente implantado.
Precisamos mobilizar a sociedade
e conscientizar o
governo sobre a importância
de defender essa vitória
da democracia”, afirmou
Edílson de Paula, presidente
da CUT-São Paulo.

A Jornada Cidadã surgiu
em maio de 2004 por
iniciativa do nosso Sindicato,
Químicos do ABC e
Servidores de São Bernardo,
propondo uma ação
contra a exploração sexual
de crianças na região do
Terminal Ferrazópolis.

Atualmente, mais de 20
entidades participam da iniciativa,
já adotada no Espírito
Santo e até mesmo por
outros países como Uruguai
e Chile.