Lula muda a pauta de Davos

O presidente Lula voltou a defender a adoção de formas mais concretas para combater a fome e a miséria no mundo em sua participação no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. “A fome e a miséria só serão eliminadas se forem encaradas como uma questão política”, avisou ele.

Lula disse que os recursos para combater a pobreza mundial podem ser conseguidos com taxas sobre a venda de armas, transações financeiras, comércio e paraísos fiscais.

Ele lembrou que levantou a questão da fome no encontro de 2003 e que, até agora, pouco ou quase nada foi feito. “Temos de ter um fundo dirigido para países pobres, a começar pela educação, saúde e desenvolvimento do microcrédito”, disse.

O encontro de Davos sempre foi morno e com resultados esperados. Era um encontro de ricos discutindo como ficar mais ricos.

Porém, desde que Lula colocou o tema da fome na pauta, o encontro mudou. Mesmo sem medidas concretas, o principal assunto do Fórum Econômico foi o combate à pobreza. Apesar de tímido, já é um avanço.