Nissan estende em mais um mês paralisação em Resende

Fábrica deveria retomar produção em 21 de maio, mas vai continuar parada até 22 de junho

A Nissan adiou pela segunda vez a volta ao trabalho na fábrica de Resende (RJ), onde produz Kicks, March e Versa. A paralisação foi prorrogada por mais um mês. A unidade está parada desde 25 de março e a retomada da produção estava prevista para esta quinta-feira, 21 de maio, mas a empresa informou um dia antes que o retorno foi reagendado para 22 de junho.

Em nota, a Nissan informa que tomou a decisão de estender a paralisação da produção “com o objetivo de assegurar a saúde de seus colaboradores, fornecedores, suas famílias e a sociedade em geral, além de também refletir a situação dos estoques à nova realidade do mercado automotivo, em decorrência da pandemia da Covid-19 no País”. A fábrica emprega 2,4 mil pessoas e antes da chegada da pandemia operava em dois turnos.

Com a decisão, também foi prorrogada em mais um mês a suspensão temporária do contrato de trabalho dos funcionários da produção que foi negociada em abril, com pagamento de 75% dos salários líquidos. Os empregados administrativos seguem com redução proporcional da jornada de trabalho e salários de 20%. Ambas as ações estão previstas no Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, criado pelo governo federal.

A Nissan se preparava para lançar em agosto uma versão remodelada do sedã compacto Versa, também produzido em Resende. A escalada da pandemia coloca o plano em dúvida. A empresa agendou para a próxima quinta-feira, 28, a divulgação de seu novo plano estratégico global.

Do Automotive Business