O que muda a vida

Você pode ter nascido na era do telefone fixo e TV aberta.

Foto: Divulgação

Ao seu lado, já existe quem só conheça o celular e a internet. Esse poder imediato de acessar qualquer documento, vídeo ou áudio na palma da mão acelerou a propagação das notícias. E fatos novos sempre nos interessam, sejam bons ou ruins.

Essa ansiedade por fatos novos, que faz alguns levarem o celular para qualquer lugar, até onde deveria estar descansando, aumenta a necessidade de alívio, que vem quando você toma ciência do fato, entende e o classifica: isto não muda minha vida ou sim, muda.

Foi desta forma que vários canais de desinformação progrediram na direita: noticiam um fato aqui e outro ali que são verdades, com outros falsos (equivalências, juízo de causa, ilações etc.) e, todos, com interesse em atacar o que eles chamam de ‘outro lado’.

Sim, se você quer viver, cuidar da sua família e ter seus momentos de paz e tranquilidade, sempre há quem queira tirar sua paz, separar sua família e até mesmo te matar. Se você é uma pessoa correta, que tem sua vocação, profissão, seu cantinho e sua paz, sempre há na sociedade alguém que só quer destruir você.

Muitas mentiras irão surgir nesta última semana das eleições. Questione, procure fontes fidedignas, não deixe mentiras sem resposta. Sua ansiedade, se for igual à minha, só vai ter alívio no domingo. Falta pouco. Vote para firmar sua posição e o mundo que você quer.

Comente este artigo. Envie um e-mail para [email protected]

Departamento de Saúde do Trabalhador e Meio Ambiente