Pesquisa Dieese: Emprego permanece estável

Como acontece todos os anos nesta época, a taxa de desemprego teve ligeira variação na Grande São Paulo em maio e subiu de 16,9% em abril para 17% da População Economicamente Ativa (PEA), isto é, de pessoas aptas para trabalhar.

Em relação a maio de 2005, a taxa diminuiu 2,9%, o que representa a contratação de 42 mil trabalhadores.

No ABC, a taxa ficou rigorosamente estável em 16,1%. Os dados são da pesquisa Dieese-Seade divulgada ontem.

Com estes resultados, o contingente de desempregados teve um crescimento de 14 mil pessoas e alcançou 1,7 milhão de trabalhadores. Na Grande São Paulo há outros 8,3 milhões ocupados.

Salários – A renda média do trabalhador também caiu um pouco, indo de R$ 1.053,00 para R$ 1.039,00 em abril. No mesmo mês, o rendimento dos 10% ocupados mais pobres aumentou 9,1%.

Os dados sobre renda têm um mês de diferença em relação aos de emprego.