Poesia do ABC: Paulo Dantas

Nasceu em Santa Luzia, sertão da Paraíba, em 1984, e vive em São Bernardo do Campo, São Paulo, desde 2005. É poeta, professor e pai do João Miguel, e é também autor de a butija dos dizer (coleção Mimo, Alpharrabio, 2018) e da proposta poética do espetáculo Mundo di Versos Incarnados. Em fevereiro de 2021, lançará folheto, pela Alpharrabio Edições. [email protected] poetapaulodantas.blogspot.com

oficina de poesia

desamassar os flandres de uma imagem batida

ajustar sons e ritmos a golpes de almotolias

nivelar amiúde um advérbio aqui, ali, acolá

medir adjetivos simpáticos ou mal-educados

abotoar colchetes e parênteses intrometidos

colar apóstrofos, alinhar travessões conversadores

suspender reticências, consultar o catálogo de aspas

organizar vírgulas e pontos de toda qualidade

(juntar o que sobrou num saco escrito gramática

e pendurar num asterisco no canto da parede)

parafusar as molas frouxas (tóim! tóim! tóim!

tóim! tóim!) de alguma onomatopeia desfigurada

calcular graus nos agudos, transferi-los aos graves

envergar circunflexos em tornos de bancada

esmerilhar os desconcertante e soldar (por

que não?) um c no concerto dos versos

misturar as cores das formas populares e eruditas

limar a luta de classes da sociedade das rimas

rebitar artigos igualando as questões de gênero

coordenar insubordinações nos grupos de oração

aprumar pronomes possessivos com martelo

e foi-se a tal bitola dos tempos, modos verbais

remexer os garranchos da vida à procura da

sujeira que enfim caiba debaixo das unhas