Por produção local, Bahia e BYD discutem ferrovia e pagamentos à Ford

Pontos estão sendo negociados para instalação da montadora chinesa no estado

A BYD quer produzir veículos na Bahia, mas é preciso ainda discutir pontos importantes que envolvem a operação, como a companhia afirmou na sexta-feira, 28. Dentre esses itens que estão à mesa de negociações está a ampliação de uma linha férrea existente para atender às demandas da montadora e, também, eventuais pagamentos à Ford.

À Automotive Business, o presidente do sindicato dos metalúrgicos de Camaçari, Julio Bonfim, contou que a Ford poderia pleitear uma espécie de ressarcimento por melhorias feitas na unidade que, vale lembrar, é integrante de um pacote de concessões feitas pelo governo do estado em 2002, quando foi inaugurada para iniciar o Projeto Amazon, que envolvia a produção do EcoSport.

“A Ford terá de entregar a fábrica porque o terreno e a estrutura pertencem ao governo da Bahia, uma vez que, pelo contrato de concessão firmado na época, a montadora se mantém proprietária dos ativos apenas se seguir com atividade produtiva, o que não é o caso”, disse o representante da entidade na sexta-feira, 28. “O maquinário ela já retirou do local.” Bonfim disse, ainda, que a BYD se instalaria no local nos mesmos moldes da Ford, por meio de concessão estadual.

Haveria, portanto, a necessidade de uma readequação da unidade para que ali seja realizada a produção de veículos elétricos, como a instalação de novos prédios e, eventualmente, uma preparação do terreno para a chegada de fornecedores. De acordo com o presidente do sindicato, as contratações devem priorizar ex-funcionários da Ford Camaçari, considerando a experiência que acumulam em linha de produção.

Do Automotive Business