Segunda universidade pública do ABC funcionará em 2007

Depois de reivindicar por 40 anos o acesso à educação pública de qualidade e gratuita, o ABC terá duas universidades federais a partir de março com a inauguração da Universidade Federal de São Paulo, a Unifesp, em Diadema. A Universidade Federal do ABC já realiza vestibular e as aulas começam em setembro.

Vestibular acontecerá em dezembro

A partir de março do próximo ano, com o início das aulas dos cursos da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em Diadema, a região passará a contar com duas universidades públicas. A Universidade Federal do ABC está realizando vestibular e as aulas começam em setembro.

As duas universidades concretizam reivindicação de mais de 40 anos da população do ABC de acesso à educação pública de qualidade e gratuita.

Em Diadema, enquanto não ficar pronto o campus da Unifesp, as aulas vão acontecer em prédio da antiga Secretaria da Saúde na estrada Pedreira Alvarenga, no Eldorado.

Está concluída a primeira parte da reforma do prédio, onde os 40 professores doutores aprovados em concurso já estão trabalhando.

Em dezembro acontece o vestibular para os cursos de Farmácia/Bioquímica, Ciências Biológicas, Química, Engenharia Química, Matemática e Física. No início, cada curso terá 50 vagas.

Também no próximo ano começará a funcionar o curso de pós-graduação em Gestão do Sistema de Saúde.

O reitor Ulysses Fagundes Neto disse que é dever da universidade pública contribuir para reduzir o fosso social que existe no País.

“Aumentar a oferta de vagas gratuitas é uma forma de facilitar o acesso à educação para uma parcela da população que, sem esse recurso, não teria condições de progredir socialmente e nem realizar seus sonhos e projetos de vida”, comentou o reitor.

Campus terá integração com a comunidade

O projeto vencedor do novo campus, definido através de concurso, combina uma boa estrutura de implantação e a possibilidade de abrir espaços, como os da biblioteca, para a população.

Outra preocupação do projeto foi a integração de toda a escola à comunidade, preservando a área de manancial.

Os prédios da Unifesp serão construídos no bairro Eldorado em área de 365 mil metros quadrados doada pela Prefeitura.

A verba para construção do campus, orçado em R$ 12 milhões, já está incluída no orçamento federal do próximo ano e a licitação para as obras será em janeiro.

Educação é uma das prioridades

O presidente Lula, ao anunciar a criação da sexta universidade federal em seu governo, disse que vai manter investimentos em ensino superior, já que os filhos da classe trabalhadora merecem estudar em universidades públicas e de qualidade.

No mês passado, Lula anunciou uma série de ações destinadas a todas as áreas educacionais. Entre elas está a criação de 3.300 cargos de professores e técnicos para as universidades federais e a  criação de 6.250 cargos de professores e técnicos para o ensino fundamental.

Também foi criada a Universidade Aberta do Brasil, objetivando os professores da rede pública no interior do País.